PELLE DA UOMO

PELLE DA UOMO

Avaliado como 4.00 de 5, com baseado em 1 avaliação de cliente
(1 avaliação de cliente)

Preço sob Consulta

 

Aspectos Fisiológicos da Pele Masculina e Alterações Clínicas de Relevância em Dermatologia

O mercado de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC) é um dos setores que mais cresce no mundo. O Brasil se destaca como o quarto maior mercado consumidor de HPPC do mundo, atrás apenas de Estados Unidos, China e Japão.

O consumo de produtos masculinos acompanha este crescimento, sendo que nos últimos cinco anos avançou 25% no mundo e dobrou no Brasil, com destaque para os sabonetes, produtos capilares e produtos para barbear. Este mercado de beleza e estética masculino é crescente e com tendência a gastar mais em serviços e produtos.

Em 2014, a categoria de produtos masculinos representava quase 11% do consumo total de HPPC com um faturamento na ordem de R$11,1 bilhões. Considerando apenas a perfumaria, os homens foram responsáveis por 43,3% do consumo brasileiro, totalizando US$3,051 bilhões.

O mercado nacional de produtos masculinos ocupa o segundo lugar do ranking de maiores consumidores de HPPC do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, segundo dados da ABIHPEC e do Instituto Euromonitor de 2014. Esse segmento do mercado movimentou US$4,7 bilhões no país em 2014, 35% abaixo do registrado no mercado americano, e cerca de US$5 bilhões em 2015, uma alta de 7,1% em comparação com 2014, segundo estimativa da empresa de pesquisa Euromonitor International.

A pele masculina difere da pele feminina, sendo mais oleosa e espessa. Essas características mostram a necessidade de produtos com sensorial adequado ao seu tipo de pele (toque seco), além de secagem rápida, fragrância sutil, praticidade de uso e resultados rápidos. Além da maior oleosidade e espessura, os anexos da pele são mais ativos, o que favorece o crescimento dos pelos corporais. Vale lembrar que os andrógenos influenciam no crescimento dos pelos corporais, mas o inverso ocorre no couro cabeludo.

O processo de envelhecimento da pele masculina também é diferente da pele feminina. Nos homens está associado ao declínio progressivo na produção androgênica, onde todos os componentes da testosterona sérica (livre, ligada a proteínas e total) declinam com o envelhecimento normal. Porém as alterações associadas ao declínio da testosterona ocorrem de forma lenta e são mais sutis do que as que ocorrem na mulher (na menopausa).

Categoria

Descrição

Neste livro baseado nos mais recentes estudos científicos indexados abordaremos os seguintes temas abaixo:

1. O Mercado de Cosméticos Masculinos

2. Anatomia e Fisiologia da Pele do Homem

3. Alterações e Patologias

3.1. Dermatite Seborreica e Caspa

3.2. Oleosidade e Acne

3.3. Desequilíbrio de Tonalidade

3.4. Susceptibilidade a Danos por Poluentes

3.5. Problemas Relacionados ao Barbear

3.6. Problemas Relacionados a Depilação Corporal

3.7. Odor Corporal

3.8. Alopecia Androgenética

3.9. Envelhecimento e Fotoenvelhecimento

3.10. Desidratação Decorrente do Envelhecimento

3.11. Tinea cruris e Tinea pedis

4. Personalidade Masculina e Aceitabilidade de Produtos Cosméticos

5. Conclusão

1 review for PELLE DA UOMO

  1. Avaliação 4 de 5

    Quero muito! =[

    • Em breve ele estará disponível no site 🙂 um abraço!

Add a review